[Projeto EXPRESSÃO] Aquecimento global

Aude Aventurim

O meu texto é relacionado com o texto sobre a influência dos bois no aquecimento global, que nos estudamos na aula de português.

A relação entre os gases de efeito de estufa e o aquecimento global foi percebida e provada ha muito anos. Por exemplo, o tratado de Quioto foi negociado no ano de 1997 pelos países dos Nações Unidas que participaram da Convenção sobre a Mudança Climática. Apesar desse tratado, pouco foi oficialmente empreendido para reduzir a emissão de gases a efeito de estufa e limitar o aquecimento global.

Eu não sou uma fervente ecologista, no entanto acho importante cuidar de nosso mundo para viver bem agora e guardar um mundo limpo para as gerações futuras. Nós não somos legítimos a destruir o mundo futuro com nossos atos presentes e assim, decidir a sorte de nossos filhos para o pior.

Então eu vou fazer uma pequena análise da situação e vou dar a minha opinião e minhas recomendações para inverter essa tendência. Tem vários gases de efeito de estufa. Os mais importantes são :

  • O dióxido de carbono (CO²) : o carbono se encontra em todos organismos e é essencial à vida no planeta. O dióxido de carbono é resultado da fotossíntese, um processo natural. Portanto, a libertação de dióxido de carbono vinda da queima de combustíveis fósseis (uso de carros, aviões, produção de electricidade, etc) e mudanças no uso da terra (desmatamentos e queimadas, principalmente) impostas pelo homem, constituem importantes alterações nos estoques naturais de carbono e tem um papel fundamental na mudança do clima do planeta. O dióxido de carbono corresponde a 70% das emissões de gases de efeito estufa e demora 100 anos na atmosfera.
  • O metano (CH4), gás que pode ser o resultante de vários processos : criação de bovinos e os gases relacionados a digestão / aquecimento e degelo do permafrost na Sibéria/ a drenagem de várias zonas húmidas por causa do aquecimento (essas zonas liberam metano no ar, e ainda não podem guardar e purificar as águas subterrâneas) / enterramento dos lixos. O coeficiente de aquecimento do metano é 25 vezes maior do que o dióxido de carbono. No entanto o metano só fica 12 anos na atmosfera. O problema é que a quantidade de metano libertado no ar vai aumentar a medida que o clima aqueça por efeito do dióxido de carbono. Quando o metano é libertado, vai desencadear reações em cadeia ruins pelo planeta. Hoje o metano constitui 13% dos gases de efeito estufa.

Logicamente deveríamos fazer tudo para reduzir as emissões de gases para parar o processo de aquecimento. Acho que não é possível em todos lugares do mundo, porque é uma decisão política e os países sempre defendem os seus interesses antes dos interesses globais.Por exemplo : Em abril teve um colóquio sobre o « menu » energético da França que foi organizado pelo Ministério francês do Meio-ambiente. Nessa ocasião, a Agência francesa do Meio-ambiente e do controle da energia (Ademe) publicou um relato sobre o uso de energias renováveis daqui à 2050, que confirmou que seria possível renunciar a energia nuclear e usar energias renováveis pelo mesmo orçamento.

O argumento da França para produzir eletricidade nuclear e exportar as centrais nucleares é que a produção seja muito eficiente e limpa em relação à emissões de gases de efeito estufa. É verdade.

De outro lado, os centrais nucleares produzem resíduos radioativos que nós não podemos reciclar nem tratar. Esses resíduos não influenciam o aquecimento global, mas poluem o ambiente duravelmente, porque estão enterrados no chão. Nós não estamos autorizados a presumir que as gerações futuras possam reciclar esse lixo sem problemas. As centrais nucleares vão envelhecendo e estão cada ano mais caras para se conservar, reformar e desmantelar pelas mais antigas. Por isso seria tão caro utilizar energias renováveis em lugar da energia nuclear pela mesma produção de electricidade daqui a 2050. Mesmo assim a ministra francesa de Ambiente cancelou a apresentação desse relato durante o colóquio.
Acho que as energias renováveis e a sobriedade da energia são ferramentas importantes para reduzir os gases de efeito de estufa e também cuidar do ambiente. Tem além disso outras alternativas:

  • Reduzir o enterramento dos lixos, reduzir o número dos lixos e aumentar a reciclagem: é muito importante porque o enterramento dos lixos emite muitos gases de efeito de estufa.
  • Por exemplo seria melhor comprar acondicionamentos familiares em vez de rações individuais.
  • Fazer uma sistema de penhor sobre as garrafas de vidro e plástico e também sobre os iogurtes, pois o plástico dos copos de iogurte não se recicla.
  • Ensinar nas escolas a separação dos resíduos, a sobriedade de energia e como evitar o desperdício da comida.
  • Obrigar os produtores de telefones, smart phones e televisões a reciclar os produtos num canal de reciclagem oficial e informar os clientes que devem usar esses canais para reciclar os produtos. Eles poderiam ter um desconto sobre uma nova compra de qualquer produto elétrico se devolverem os artigos usados para reciclar.
  • Racionar o consumo de carne e informar sobre as condições de criação dos bichos
    Pintar os telhados dos prédios em branca nas cidades, como San Francisco nos Estados Unidos, para reduzir o uso do ar condicionado no verão.
  • Melhorar o isolamento térmico dos prédios antigos para reduzir o aquecimento dos prédios no inverno.

Fonte: http://mobile.lemonde.fr/planete/article/2015/04/09/une-france-avec-100-d-electricite-renouvelable-pas-plus-couteux-que-le-nucleaire_4613278_3244.html?xtref=acc_dir

Anúncios