[Projeto EXPRESSÃO] Cuba

Renan Bonnard

Cuba é um estado do Caribe, composto por várias ilhas. Antes da chegada dos conquistadores, Cuba foi povoada de nativos americanos. A monarquia espanhola conquistou a ilha durante o século XVI, depois que Cristóvão Colombo descobriu a ilha em 28 de outubro 1492. Durante esse quatro século, novas cidades foram criadas, em particular La Habana e Santiago de Cuba. Os nativos americanos foram praticamente todos mortos durante esse período. Desapontados pela baixa produtividade de ouro na ilha, os espanhóis decidiram de usar Cuba como uma parada entre a Europa e “o novo mundo” para todos os navios. A principal economia da ilha durante esse período se voltou para o café, o tabaco e a cana de açúcar. Esses produtos necessitaram muito trabalhadores, porque os espanhóis usaram muitos escravos nessa época (mais que 32000). A ilha tornou-se muito rica à partir do século XVII e especialmente La Habana. A dominação espanhola durou até o Tratado de Paris em 1898.

As lutas pela independência começaram à partir do século XIX. Os Estados Unidos participaram na guerra da independência cubana que fez 200000 mortos. Eles ocuparam a ilha uma primeira vez quatro anos entre 1898 e 1902, e de 1905 até 1909. Eles ficaram muito implicados na política cubana até 1959. Esses anos são anos com muitos problemas na ilha. Têm uma criminalidade alta, 60% de pessoas que praticam a prostituição. A ilha não é a mais a ilha do povo mas a ilha da elite política, da máfia americana e de Walt Street. Até 90% das riquezas do país pertenceram a Walt Street e à máfia americana.

Com esse contexto, Fidel Castro, formado em direito, pegou a liderança dum exército rebelde em 1956. Ele e esses homens especialmente o irmão dele Raul e Che Guevara conseguiram derrubar o ditador Fulgencio Batista. Nesse ano, a República de Cuba foi criada. Uma última tentativa dos Estados Unidos (e da CIA) e amigos de Batista foi feita para acabar com o governo de Fidel em 1961 na Bahía de Cochinos, mas essa tentativa não deu resultado. Os Estados Unidos decidiram à partir desse momento um embargo contra Cuba com consequência na vida do povo muito grave : problema com acesso no medicamento, impossibilidade de fazer transação em dólares.

O governo de Fidel é um governo socialista com grandes relações com a União Soviética. Esse país foi o principal parceiro econômico até os anos 1990. Com a fim da União Soviética, Cuba entrou num período difícil com pouco parceiro econômico. Mas à partir do XXI século e a vitória de governo da esquerda na América latina, Cuba achou novos parceiros econômicos, especialmente a Venezuela de Hugo Chávez. Em 2006, Fidel ficou muito doente e passou o poder para o irmão dele Raul em 2008.

A partir desse período a vida do povo cubano começou a mudar. Raul menos autoritário que o irmão deu mais liberdade para o povo, especialmente para viajar, para acessar a internet. E hoje mesmo se ainda têm prisioneiro político, não há uma total liberdade da imprensa.

Comparativamente com os outros países da região, o IDH de Cuba é muito alto com acesso para todo mundo na saúde, educação, comida, cultura. O problema que podemos ver hoje em Cuba é a diferença entre as pessoas que trabalham com o turismo que ganham bem e os outros mal. Então todos os jovens querem trabalhar com o turismo e tem falta de professores. Raul começou também novas relações com os Estados Unidos e especialmente Barack Obama. Ele tomou uma decisão muita importante de remover Cuba da lista dos países terroristas. Essa decisão tem que conduzir ao fim do embargo contra Cuba. Os cubanos esperam muito isso, especialmente no setor do turismo com a chegada de mais de 2 milhões de americanos por ano. Mas a maioria não é ingênua e fica um pouco com medo do futuro, especialmente depois a fim do governo dos irmãos Castro.