[Projeto EXPRESSÃO] O sistema de educação na França

Florien Cottereau

Hoje a concorrência entre empresas é a nível mundial. Nesta concorrência, muitos factores podem ter um impacto. Mas eu acredito que há um factor que tem um efeito muito forte e a longo prazo: o sistema de educação do país onde a empresa é localizada ou onde o empregado nasceu.

A cada 3 anos, desde o ano 2000, a “OCDE” publica um ranking dos melhores sistemas da educação no Mundo. No ultimo ranking em 2012, França estava em 25ª, 3 lugares abaixo do ranking do ano 2009.

  1. As razões desta situação são diversas. Mas eu acredito que se deve sobretudo a 2 fatores :
    Alguns países fizeram muito esforço par melhorar o sistema da educação deles e ganhar lugares neste ranking. Assim muitos países da Asia estão no topo do ranking.
  2. O sistema da educação da França esta perdendo lugares.

Quais são as razões porque a França está caindo ?

O papel dos pais. Eu acredito que o sucesso da criança na escola é também o sucesso dos pais em casa. De fato, se um criança tem ajuda fora da escola, é mais fácil para ele de progredir e ser um bom aluno. Mas hoje muitos pais não conseguem ajudar as suas crianças. As vezes, os pais não têm o tempo, as vezes, eles não têm a capacidade e as vezes, o problema é maior : eles não conseguem comunicar com a suas crianças

A educação básica que n não consegue a dar aos alunos os capacidades essenciais. De fato, a escola tem que dar a capacidade para todos os alunos de saber ler, escrever e aprender matemática. Além disso, é melhor se um aluno pode falar inglês e uma outra língua estrangeira.

A orientação dos alunos é muitas vezes deficiente. As escolas não têm a capacidade de bem orientar os alunos. Então muitos alunos fazem programa que eles não gostam porque ninguém os ajudou a encontrar a melhor programa para eles

A Universidade é demasiada teórica e falta de pratica. Muitas vezes, os alunos que saem da Universidade com um diploma muito alto não conseguem encontrar um trabalho que responde a suas expectativas. Eu acredito que a razão à isso é que as empresas preferem alunos de “Grandes écoles” com programas mais práticos.

Anúncios