O que é o projeto Bibliografia Colaborativa-PLE?

Projeto “Bibliografia Colaborativa PLE”

Durante meu estágio de pós-doutoramento em 2013, participei de um evento chamado De la diversité des humanités numériques : une exploration des pratiques, na École des Hautes Études en Sciences Sociales, onde tive a oportunidade de conhecer o trabalho da pesquisadora Franziska Heimburger em torno da organização de uma bibliografia compartilhada sobre estudos da Primeira Guerra Mundial. A bibliografia multilíngue elaborada pela historiadora conta com a participação de estudiosos de diversas áreas e países e é parte integrante da International Société Internationale des Études de la Première Guerre mondiale.

Inspirada no trabalho de Heimburger, criei um projeto parecido com minha supervisora de estágio Mme. Marie-Anne Paveau, na Université Paris 13 Sorbonne Paris Cité, para que pudéssemos também criar uma bibliografia colaborativa em estudos de Análise do Discurso Digital, nossa área de interesse na época. Na época, nosso objetivo era:

elaborar um banco de dados bibliográficos a partir da colaboração pesquisadores que possam contribuir direta o indiretamente para a discussão e desenvolvimento de tal quadro epistemológico. Esperamos que tal iniciativa também possa democratizar o acesso à pesquisas como uma forma de vínculo entre os pesquisadores que se interessam pela AD digita.

Apesar de a proposta ter sido bem recebida pelos pares, o projeto encontrou algumas dificuldades em seu desenvolvimento e acabou não sendo levado para frente. Acredito que dois fatores contribuíram para isso: a falta de um grupo de trabalho específico para o projeto e a não utilização de uma ferramenta de organização e armazenamento de bibliografia adequada.

Com base nesses dois trabalhos que acabo de citar (HEIMBURGER, 2011 e MACHADO, 2013), tive a ideia de levantar uma bibliografia colaborativa cujo tema é o mesmo do blog: o português língua estrangeira (PLE). Há diversos estudos em linguística aplicada ao português como língua estrangeira que certamente são fundamentais para entendermos os processos de aquisição e aprendizagem de língua estrangeira, de uma forma geral, e também para aprimorarmos as nossas práticas de ensino.

A ideia é fazermos um levantamento bibliográfico colaborativo, isto é, com a participação de colegas pesquisadores e professores, e de livre acesso. Como resultado, esperamos fazer um mapeamento teórico da área e obter uma bibliografia aberta e consistente para futuras pesquisas. Nosso intuito é democratizar o acesso à pesquisa na área do PLE.

Anúncios